Rebeca Plantier mora numa cidade pequena perto de Annecy, na França. Ela ficou muito surpresa quando a primeira vez que entrou no refeitório da escola de ensino fundamental dos filhos, o que encontrou foi várias mesas  para quatro pessoas completamente arrumadas com talheres em aço inox, pratos em cerâmica, guardanapos de pano, copos de cristal, cesta de pães e jarra de água natural no centro.

Ela faz parte de várias pesquisas que abordam o tema da saúde das crianças francesas comparadas com as crianças americanas, assim, conseguiu o apoio do governo francês para dar um tour pelos refeitórios e cozinhas de diferentes escolas públicas.

Há muitas teorias de porque os franceses, em especial as crianças francesas, não sofrem de problemas de peso, obesidade, diabetes e hipertensão comparado com as crianças nos Estados Unidos e no caso, também com as crianças no Brasil.

Comer quantidades moderadas de alimentos frescos a determinados horários no dia é definitivamente uma das razões mais convincentes do porque eles conseguem manter  um peso equilibrado.Exercício diário durante 3 períodos de recesso (dois de 15 minutos e um de 60 minutos) mais a caminhada ou pedalada de caminho ida e volta pra casa é outra.

Mas o que é que as crianças comem na escola?

O cardapio é estruturado com 2 meses de antecipação pelo gerente da cozinha, depois é mandado com um nutricionista certificado, quem faz pequenas correções. O nutricionista modifica de acordo com as quantidades recomendadas de ingestão para crianças, e faz uma média de açúcares, carboidratos, frutas, legumes e proteínas consumidas durante não só o dia, mas durante a semana.

Quase todos os alimentos são preparados na hora , nunca são congelados. Isso significa que o purê de batatas não é de caixinha, as sobremesas são caseiras e as saladas e sopas são frescas. Algumas delícias da pâtisserie local são permitidas.

Aqui, uma mostra do cardápio de uma semana normal na escola. Você percebera que só tem 4 refeições, isto é porque as crianças de ensino fundamental não vão pra escola às Quartas-Feiras, pois nesse dia estão livre para visitar museus, parques, sociabilizar com outras crianças. 

Segunda-Feira

comida crianças francesas

Primeiro prato: Salada de pepino e tomate

Segundo Prato: Cordeiro marinado com champignon e brocolis

Queijo

Sobremesa: Torta de maçã

Terça-Feira

comida crianças francesas-02

Primeiro Prato: Salada de repolho e tomate

Segundo prato: Roast beef, batatas ao forno, tomates ao forno às ervas de provence

Queijo

Sobremesa: Kiwi

Quinta-Feira

comida crianças francesas-03

Primeiro Prato: Tabouleh (feito com bulgur)

Segundo Prato: Salsichas locais, abobrinha

Sobremesa: Sorvete local, maçã

Sexta-Feira

comida crianças francesas-04

Primeiro prato: Salada de batata e pickles

Segundo prato: Peixe empanado, couveflor gratinada

Queijo

Sobremesa: Pêssego

Mas de onde vem a comida?

“Todas nossas frutas, legumes, e carnes vem de fontes locais” segundo Dany Cahuzac, conselheira encarregada de assuntos escolares da cidade. A padaria local distribui o pão, todo dia cedo de manhã. E cada dois dias há pelo menos um item orgânico no cardápio. Uma vez por mês, é servida uma refeição completamente orgânica. A única bebida oferecida durante o almoço é água proveniente da torneira (na França água da torneira é sempre potável) em jarras de cristal para cada mesa. 

Como fazem para as crianças comer ?

As crianças sentam às mesas de 4 lugares previamente organizadas e esperam estudantes voluntários mais velhos trazer o primeiro prato na mesa. O menino que sentar na cadeira vermelha é o único que é permitido levantar da mesa para encher novamente a jarra de água, pegar mais pão ou pedir mais comida. Depois de terminar o primeiro prato (quase sempre uma salada), os voluntarios trazem o segundo prato à mesa e cada um pega o próprio. Uma porção de queijo ou iogurte segue a ordem e finalmente a sobremesa (quase sempre uma fruta).

Fazemos nosso melhor para variar nos menus durante a semana e o mês, mas as vezes os meninos não gostam muito de algumas coisas” explica Cahuzac.

Pedimos pros meninos pelo menos experimentar cada item e pegar um bocado ou dois antes de desistir da comida

Comer uma refeição balanceada enquanto a criança senta tranquilamente é muito importante para o desenvolvimento infantil” agrega Cahuzac. “Ajuda a digerir melhor, evitar dor de estomago ou uma baixa de energia depois da refeição“.

E outro detalhe: Se os pais quiserem comer junto aos meninos algum dia, podem sentar com eles, receberam o prato com o mesmo cardápio e o valor da refeição será baseado de acordo com a renda familiar.

E o exercício?

Os franceses parecem ser especialistas em se movimentar o tempo inteiro, e não só durante 2-3 horas de academia por semana. Por exemplo, os estudantes de ensino fundamental tem 3 períodos de recessos durante o dia: um de 15 minutos pela manhã, um de 60 minutos depois do almoço, e outro de 15 minutos de tarde.

As crianças são incentivadas a caminhar ou pedalar pra vir e voltar da escola. Geralmente os mais novos vão pedalando com alguma adulto do lado, mas a partir da 5º serie começam a pedalar ou caminhar sozinhos pra escola.

Além de duas horas de ginástica por semana, os meninos são encorajados a caminhar nas viagens de campo que acontecem uma vez por semana, nas quartas-feiras que não vão pra sala de aula (pode ser uma visita à libraria local, à fazendas, a algum lago ou montanha). Caminhar é sempre incentivado, começando desde os 3 ou 4 anos, a esta idade são levados aos passeios caminhando, distancias de até 2 quilômetros pra livrarias ou asilos e nada de carro.

crianças francesas

Como adotar a atitude francesa?

Tudo começa em casa com simples mudanças pequenas:

1 – Refeições feitas em casa com produtos frescos 

2 – Caminhadas familiares semanais de pelo menos uma hora 

3 – Ir pra natureza (montanha, lago, lagoa, mar) qualquer um destes envolvendo uma caminhada

E na escola?

Geralmente, opções saudáveis são poco comuns no Brasil. Se não tiver opção, faça o hábito de preparar o lanche de seu filho.

As vezes achamos o ativismo por estes tipos de causas, muito difícil de chamar a atenção dos políticos. Nos Estados Unidos existe um filme onde ensina aos pais como tomar ações específicas para melhorar a qualidade dos alimentos na escolas dos filhos. O filme Fed Up é um documentário sobre o vício ao açúcar e a epidemia de obesidade dos americanos.

Maman à vélo avec ses 6 enfants

348380

Fonte das fotos: Carine Duflos

Comentários