O fotógrafo Steve Rosenfield pediu recentemente a diversas pessoas, para completar a seguinte declaração: “Eu não sou meu ___” A solicitação foi preencher o vazio com suas inseguranças mais escuras e profundas, trazendo questões relativas à imagem corporal, abuso de substâncias, doença mental, raça e sexualidade.

Os resultados do experimento social é uma série de fotografias intitulado “O que eu sou ” (“What I Be”) um exame profundo das ansiedades e inibições que afligem homens e mulheres de todas as idades. Rosenfield posou seus voluntários adornando os indivíduos com suas frases  escritas em alguma parte do corpo.

Mas a reflexão que o ensaio traz é bem mais profunda, Quem realmente eu sou? Quem realmente você é? O quê temos todos em comum? O sentido de humanidade, comunidade, de unicidade da nossa espécie fica exposto nessa série de imagens. Já pensou sua frase?

  insecurities-steve-rosenfield-18  “AIDS” – EU NÃO SOU MINHA DOENÇA   o-BODY-IMAGE-900  “Coxas de trovão”  -EU NÃO SOU MINHA IMÁGEM CORPORAL     o-THOUGHTS-900 “Adeus cartas” – EU NÃO SOU MEUS PENSAMENTOS     o-BULIMIA-900 “Escrava” – EU NÃO SOU MINHA BULIMIA      o-NUMBER-900   “Hitler” – EU NÃO SOU MEU NÚMERO     o-TURBAN-900   “Terrorista” – EU NÃO SOU MEU TURBANTE     o-GENDER-900 “Eu era homem” – EU NÃO SOU MEU SEXO     o-MOLESTATION-900  “Não é um jogo” –  EU NÃO SOU MEU BULLYING     o-CHARACTER-900  “Idiota” – EU NÃO SOU MEU CARÁTER      o-ADOPTION-900  “O filho que ninguém quiz” – EU NÃO SOU MINHA ADOÇÃO      o-ABORTION-900  “Assassina” – EU NÃO SOU MEU ABORTO” o-GUILTT-900 “Guerreiro” – EU NÃO SOU MINHA CULPA     young woman with writing on hands “Sim,  sou negra” – EU NÃO SOU MINHA RAÇA  

Comentários