Há sempre aquela postura de yoga que parece quase impossível de fazer. Até que um bom e inesperado dia… conseguimos…

Existem três pontos importantíssimos a exercitar para fazer o que parecia impossível:

1. Fé

Enquanto o controle sobre a vida parece ser uma ótima idéia, eu duvido que, na prática alguém tenha sua vida completamente resolvida. Sobreviver em meio a todo esse caos tem muito a ver com deixar ir e ter fé que mesmo se você não voar, você certamente não vai cair. Durante muito tempo, foi inconcebível para mim que eu pudesse me equilibrar em uma postura invertida sem cair. Chegando em qualquer lugar com dificuldades dentro e fora do tapete tem muito a ver com a confiar em si mesmo e confiar no universo.

dean-solo-at-taft-point-5223Foto: Slackrio

2. Paciência

Levei um tempo para entender que o equilíbrio e a força é uma bênção, que encontra o seu caminho para entrar em você eventualmente, a seu próprio ritmo. Pelo que eu entendo, para ser um destinatário dessa bênção, você deve primeiro ser completamente comprometido com a sua prática, até finalmente encontrar o caminho para sua benção, aí  é quando sua bênção encontrará o caminho para você.

Coolibar-Athlete-Krista-Kennedy-Back-BendFoto: Krista Kennedy

3. Orientação

Um instrutor é fundamental para o seu avanço. Toda vez que os problemas te visitam na vida, ou cada vez que você tenta uma postura de yoga desafiadora, é uma espécie de aventura. Da forma como vejo, cair é inato e o “balance” precisa ser ensinado e praticado, simplificado em passos de bebê mesmo. Todas as posturas de yoga tem uma riqueza metafórica linda. É a arte do equilíbrio que realmente manifesta nossas aspirações de transcender e desafiar a atração gravitacional de forças que conspiram para puxar-nos para baixo.

dog_3_leg_assistFoto: Yoga Teacher Central

Se você exercitar igual um músculo a sua fé, paciência e aceitar uma orientação, seus esforços resultaram em alegria e serenidade.

E talvez, apenas talvez, você nunca caíra de novo.

Comentários