Há 35 anos, Jadav Molai Payeng começou a plantar árvores na Ilha do Nordeste da Índia chamada de Majuli. Hoje, esse homem cria floresta, por conta própria e unicamente com suas mãos leva 1.200 hectares plantadas, as quais se transformaram já num ecossistema completo que abriga a vida selvagem da região, agora chamada de Floresta Molai.

O que um dia foi uma região de dunas de areia no meio do Rio Brahmaputra, converteu-se  no trabalho da vida de Jadav.

Majuli é a maior ilha fluvial do mundo, nesta terra totalmente seca, Jadav explica que levava de canoa as sementes e adubo natural para sua plantação da terra firme à região da ilha.

A história de Jadav não é só um exemplo de preservação ambiental, mas também é uma história das possibilidades que o esforço humano pode desencadear .

“Eu trabalho todos os dias plantando e limpando. Agora estou plantando orquídeas nas árvores maiores. Todo ano as enchentes destroem alguma parte da floresta e tenho que plantar mais, mas eu nunca vou parar, essa é a única forma em que Majuli sobreviverá,” Jadav disse.

Ele começou a plantar agora em outro vilarejo chamado de Mekahi. Esta história chegou não só aos vilarejos vizinhos, mas também ao cineasta canadense Will McMaster, quem, junto com a casa produtora Polygon Window, transformaram a historia do “homem floresta” num filme com várias menções em festivais europeus e norte-americanos.

homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta homem cria floresta Todas as fotos: Weltfilme e Ytimg Veja o trailer do filme:

Comentários