Além de ser um oásis de tranquilidade com o seu ambiente quieto e interiores simples, um mosteiro budista tem um fator intangível que pode ser sentido por todos os viajantes.

Os cantos e recantos desses templos de despertamento irradiam desapego e paz. Enquanto Bodh Gaya, Sarnath e Sanchi são alguns dos locais budistas mais populares da Índia, há outros menos conhecidos para serem explorados por viajantes que buscam esses tesouros escondidos de meditação e paz.

#1 – Spiti

Localizado a uma altitude de 3.800m sob o nível do mar, o vale Spiti é isolado e aninhado no colo da natureza, cercado por altas montanhas. Encontra-se perto do Tibet  e tem alguns dos mais antigos mosteiros na Índia.

Construído no ponto mais alto de Spiti, o mosteiro Dhankar é o mais antigo na região. Ele tem séculos de história e foi um importante centro de aprendizagem budista.

O novo mosteiro foi construído na vila Shichilling, onde habita cerca de 150 lamas e tem a estátua de Vairochana ou Buddha.

Meditando no coração do Santuário. Murais antigos e escrituras budistas estão espalhados por todo o mosteiro. O lago Dhankar é alimentado por um derretimento glacial e é uma atração nas proximidades.

spiti spiti-2

A watchtower at the old monastery in Dhankar is set against a Himalayan backdrop.

spiti dhakar spiti-4

lahaul-spiti-17 dhankar-1

#2 – Happy Valley

Mussoorie sempre foi um destino turístico favorito para os moradores de Nova Delhi. A cidade de Mussoorie fica cada vez mais lotada a cada ano, mas o Happy Valley(Vale Feliz em português) preserva a tranquilidade

Happy Valley tem uma população de cerca de 5.000 tibetanos e tem o templo Choephelling Shedup no ponto mais alto do vale, no topo de um penhasco.  Neste lugar foi o primeiro santuário tibetano construído na Índia e consagrado pelo Dalai Lama.

Happy Valley é o lugar onde os tibetanos viveram no início, quando fugiram do Tibet rumo a Índia por perseguição do governo chinês em 1959. Alguns anos mais tarde, eles se mudaram para Dharamsala. Enquanto arbustos  de calêndula perfumadas cercam o santuário, o lugar tem uma bela floresta de carvalhos e deodar .

mussoorie happy valley-2 happy valley-3

happy valley

municipal-garden-mussoorie

#3 – Sanjauli

Shimla é a capital do verão na Índia, pois é o lugar mais próximo para fugir do calor implacável do verão. Em meio a esse fluxo turístico, há um lugar tranquilo nos subúrbios, do qual nem todos os visitantes conhecem, este local é Sanjauli.

Com milhares de bandeiras tibetanas de orações em todo o lugar, a sensação ao chegar em Sanjauli é de ser arrastado em direção à paz.

Cada uma destas bandeiras de oração tem preces e imagens do místico Cavalo do Vento budista. Os moradores acreditam que quando os ventos que vem para baixo a partir do Monte Shivalik e passam por estas bandeiras, eles carregam as bênçãos das orações sobre as asas do Cavalo do Vento.

Lama Jinpa, um proeminente monge tibetano refugiado, construiu o monastério Jonang Takten Phuntsok Choeling no topo da colina Sanjauli. Além da beleza deste mosteiro, o local oferece uma vista deslumbrante das montanhas e é abençoada com um ambiente exuberante.

Shimla sanjauli-2 sanjauli-1

 

Comentários