Continuando com a seqüência do post Porquê praticar yoga em casa? – 5 motivos, agora as dicas para dar seguimento a essa tarefa que fica cutucando sua mente toda hora mas que você procrastina por sentir-se meio perdido na hora de começar…

Desde que me aprofundei em yoga, grande parte da minha prática é feita em casa, na sala da minha casa, no lugar que decidi deixar livre de móveis e aparelhos eletrônicos, para minha pratica pessoal.

Eu adoro assistir a aulas e workshops, onde posso pegar dicas de ensino ou obter orientação sobre como desenvolver minha prática, mas tudo isso é reforçado pela minha prática (pessoal). Ao ouvir exatamente o que o corpo precisa no momento da prática em casa, você vai se tornando seu próprio professor para seguir sua intuição em um nível diferente.

A prática pessoal também é uma ótima maneira de cultivar uma prática diária. Com as atividades do dia-a-dia, pode ser um desafio (e caro) conseguir ir para a aula todos os dias. Praticar em casa é uma forma eficiente e barata de se comprometer com uma prática diária.

Praticar em casa lhe dá tempo para se concentrar em posturas ou seqüências especificas que aprendeu na aula, no entanto, sem um professor para orientá-lo.  Você precisa confiar em sua intuição e entrar em seu próprio fluxo.

Como todas as coisas na vida, é através de situações desafiadoras que aprendemos mais. Então, se você estiver interessado em iniciar uma prática em casa, ou esta lutando para encontrar tempo para ir para a aula, desenrole seu tapete e siga estas 5 dicas:

 

1. Espaço dedicado


É bom criar um espaço livre para a prática dentro de casa (ou no seu quintal). Uma sala separada não é necessária para praticar de forma eficaz. Mesmo que o espaço seja minúsculo, cada vez que eu desenrolar o tapete, faça desse espaço seu próprio santuário espiritual.

Criar um ponto focal é útil para transformar um quarto que você usa para outros fins em um espaço de yoga. Por exemplo, eu coloco uma pequena figura de Buda na sala, uso incenso e música para transformar a sala num espaço sereno. Ao fazer isso, eu estou criando um lugar em que eu possa relaxar simplesmente por estar no espaço. Todos meus sentidos estão sendo envolvidos para trazer minha mente a esse lugar que eu procuro, dentro de mim.

Também é útil para remover distracções. Um espaço livre lhe permitirá chegar a sua meditação em movimento, sem distrações adicionais. Se o espaço é repleto de distração isso só vai alimentar o macaco interno e ele vai te fazer pular fora do tapete. Uma vez que o espaço foi selecionado, desenrole o tapete e certifique-se de que há espaço suficiente para se movimentar.

yoga-at-home-studio-early  

2. Tempo em seu diário


Na sociedade moderna, onde, muitas vezes lutamos para encontrar tempo para caber todas as coisas que queremos fazer em um dia, é muito pratico complementar as aulas no estúdio com a prática em casa . Praticar em casa pode ser  a qualquer hora, sempre que for mais conveniente. Não precisa levar em consideração o tempo para transportar-se até o estúdio de yoga e pode deixar de lado a pressão adicional de cegar num certo horário. Podemos obter todos os benefícios de uma prática de yoga, mesmo sem sair de casa.

No entanto, é bom (quase necessário) entrar em um padrão regular, eu tento sempre praticar à mesma hora todos os dias. Uma rotina diária, é útil para estabelecer uma estrutura no seu dia, não importa quão breve seja sua prática. Não há melhor momento para lançar o seu tapete do que quando você chegar em casa do trabalho .

Eu uso a minha prática como uma transição entre o trabalho e o tempo para mim. Se você não tem certeza se sera capaz de praticar depois do trabalho, comece aos poucos, por exemplo acorde entre 15 – 30 minutos antes duas vezes por semana, e utilize a sua prática como um energizante para aquecer seu dia de trabalho. Configure o seu alarme um pouco mais cedo a cada dia para que você possa começar o seu dia no tapete… vai aumentar sua energia para o resto do dia.

sun-salutations-modifications  

3. Seja flexível


Todos nós gostaríamos de ter uma ou duas horas para dedicar à prática diária, mas se você é como eu, este é um luxo que vem em torno de duas ou três vezes por semana, se tiver sorte. Muitas vezes, a minha prática é de apenas 30 minutos. Deixe de lado o auto-julgamento se é só cinco minutos que teve. A consistência é o objetivo . É mais eficaz fazer uma prática mais curta várias vezes por semana do que uma grande sessão, apenas uma vez por semana. Isso proporciona uma grande fundação para construir até uma prática diária. Indo para o tapete diariamente, não importa o quão pouco tempo que tem para se dedicar, vai melhorar a qualidade do seu dia. Feet-up-the-Wall-1  

4 . Sequência


Um dos maiores benefícios da prática em casa é a capacidade de sequenciar o que combina com nosso humor e nível de energia . Este, por sua vez, permite-nos tornar mais em sintonia com nosso corpo, o que leva a uma prática mais intuitiva. Uma dica é começar a prática com a consciência da respiração e o estabelecimento da sua intenção.

Para as primeiras sessões, você pode achar difícil definir uma intenção simples ou não faz ideia nem qual intenção poderia ser, talvez repetindo o seguinte mantra: ” Eu sigo o meu guia, meu mestre interior “, antes de começar a se mover, pode ser uma boa introdução. Ouça o corpo e siga o fluxo dos movimentos de forma intuitiva, em resposta ao que o corpo anseia. Lembre-se de respeitar o seu corpo. Se você planeja uma seqüência dinâmica e chegou ao tapete sem energia, respeite isso e siga adiante com uma seqüência mais restauradora.

Saudações ao sol ( Surya Namaskara ) são uma sequência de posturas ótima lugar para começar. Comece com algumas, permitindo a respiração liderar o movimento. Outra dica é manter posturas (asanas) por cinco respirações antes de passar a outra, talvez completando uma vinyasa entre cada postura. Se houver uma seqüência específica que tenha gostado na sala de aula, repita isso. A adoção de uma leveza e senso de jogo em nossas práticas de casa vai te permitir florescer.

sun-salutation    

5 . Siga o ritmo da sua respiração 


Comece e termine com a respiração. Comece ( e feche) a sua prática com alguns momentos de respiração. Inspirando e expirando pelo nariz, trabalhando para aumentar cada respiração. Permita que cada respiração te leve longe das atividades do dia rumo à sua prática focada.

Aprenda a usar a respiração como um indicador. Trabalhe para manter uma respiração constante ao longo da prática. Se a respiração for irregular ou perdemos facilidade na respiração,  recue dessa postura e volte a ligar a uma respiração estável.

Encontre uma técnica de respiração que funciona para você , há muito por onde escolher, mas o mais comum é Ujjayi. Eu freqüentemente lembro aos meus alunos que a respiração é a parte mais importante de sua prática. Sem a respiração não há yoga. Com cada inalar você nutre o corpo e com cada expiração, limpa o corpo.

Closed feminine eyes   Uma prática em casa é um ótimo complemento para as aulas regulares e nos ensina a seguir o nosso guia interior. Tire alguns momentos para considerar as dicas aqui:
  • Selecione um local apropriado para converter em seu cantinho de yoga privado.
  • Faça alguns compromissos com você mesmo e reserve um tempo .
  • Seja flexível e realista em seu planejamento.
  • Considere quais seqüências você pode gostar de praticar.
  • E o mais importante seguir o ritmo da sua respiração.

Da próxima vez que você sentir que não tem tempo para yoga, saia de seu próprio caminho, desenrole seu tapete e pratique em casa. Por que esperar ? Comece hoje mesmo!!!

Se deseja  conhecer mais sobre os diversos tipos de yoga existentes, nós criamos uma série Tipos de Yoga, qual é o melhor pra você? para ajudar você de maneira rápida a entender o que propõe  cada estilo de yoga. Confira que está legal, publicamos semanalmente um estilo novo e exibe o nível de dificuldade de cada tipo de yoga, espiritualidade, etc. 

Comentários

About The Author

Carla Gonzalez

Carla G (González) Bricaire, Yoga Alliance Certified Yoga Teacher & Doula. Professora de Yoga formada pela Sampoorna International Yoga School em Dharamshala, Índia. Pratica Yoga por influências do pai desde criança, também é mestre em Arquitetura Sustentável formada no Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza, na Itália e nova mãe de um menininho de nome Barú. Com experiência de ensino no Brasil e no México oferece, além de aulas, workshops e palestras sobre assuntos relacionados com Yoga. Fundadora do www.yogui.co